Influenciado pelo comportamento de outras gerações, a maior parte dos jovens brasileiros acredita que comprar imóveis é o melhor investimento a ser feito, por este representar um patrimônio físico, gerar renda, além da possibilidade de valorização.

No entanto, o atual cenário econômico, com elevado nível de desemprego, restrição ao crédito e baixa perspectiva com relação ao futuro das famílias pesam sobre a decisão da compra de um imóvel.

Diariamente podemos comprovar o quanto o setor vem sendo combalido pela crise que assola o país. Tornaram-se rotineiras notícias relacionadas aos elevados números de distratos, redução das vendas e lançamentos, aumentos dos estoques e até pedidos de falência de importantes empresas do segmento.    

Além dos problemas conjunturais e dispêndios com financiamento, a compra de um empreendimento requer gastos com ITBI, taxas de certidões, reconhecimentos de firma, entre outros que podem atingir 5% do valor do imóvel.

Em um artigo anterior (Link para o artigo) explicamos o que é um Fundo de Investimentos Imobiliários (FII). Conforme prometido, neste texto faremos uma comparação entre investir em um FII e a compra de um imóvel.

Em nossa simulação consideraremos o montante de R$ 350.000,00 para serem aplicados em FII ou na compra de um imóvel para locação. Para tal levaremos em consideração as seguintes variáveis:

  • Os ativos irão proporcionar um rendimento de 0,50% sobre o valor aplicado;
  • O investidor está locado na faixa mais alta do Imposto de Renda;
  • Desconsideraremos a variação do preço dos ativos.

As simulações resultariam no seguinte:

Compra de um imóvel para locação

O aluguel mensal recebido seria de R$ 1.750,00, mas deste valor devemos descontar o Imposto de Renda de R$ 481,25. Assim o aluguel líquido mensal seria de R$ 1.268,75, o que resultaria em um rendimento líquido de 0,36% ao mês. Em um ano, o recebimento de aluguel seria de R$ 15.225,00, 4,3% ao ano.

Compra de quotas de um FII

Considerando que o FII tenha um dividend yield de 0,5%, você receberá R$ 1.750 em rendimentos mensalmente distribuídos pelo fundo, que são isentos de imposto de renda. Ou seja, o rendimento líquido é de 0,50% ao mês. Em um ano, o recebimento de aluguel seria de R$ 21.000,00, 6% ao ano.

Sempre é bom lembrar que os rendimentos obtidos via FII podem ser reinvestidos, proporcionando dessa forma maior rentabilidade. Através do exemplo acreditamos ter deixado claro a vantagem de se investir em cotas de FII, além das já mencionadas no artigo anterior. No entanto, como em toda aplicação os riscos devem ser mensurados, pois um elevado nível de vacância pode comprometer o yield esperado.

 

Pin It on Pinterest

Share This